atendimento@kalf.com.br

+55 (011) 4223-6355

Como montar uma bicicletaria

Está pensando em começar um negócio próprio? Veja aqui dicas para montar uma bicicletaria.

Sexta, 29 de junho de 2018


Como montar uma bicicletaria

Está pensando em abrir uma bicicletaria? Você não está sozinho.

Desde que a crise começou a apontar no horizonte e as primeiras demissões – voluntárias ou não, começaram a ocorrer, começamos a receber contatos de pessoas interessadas em abrir uma bicicletaria ou similar, pois estavam com dinheiro para investir, queriam abrir um negócio próprio e que tivesse a ver com bicicleta, assunto que tem “estado na moda” há alguns anos graças à grande expansão das ciclovias e aumento das politicas em prol das bikes, busca por vidas saudáveis e ecologicamente corretas.

Se você é uma dessas pessoas, provavelmente se deparou com a primeira pergunta que surge ao abrir um negócio: por onde começar?

Separamos abaixo algumas listas e dicas sobre o assunto, que te ajudarão a nortear por onde começar e o que fazer para ter uma bicicletaria de sucesso.

Obs.: Vamos adicionar novas informações a esse artigo à medida que recebermos novas informações, para garantir que você leitor tenha mais chance de êxito na abertura ou manutenção do seu negócio. As quantidades e os valores mencionados são estimados – não leve os números a sério sem uma consulta melhor aprofundada na sua região. Se você tiver uma contribuição para adicionar, entre em contato conosco. Toda ajuda é bem vinda!

Por onde começar

Por onde começar:

-Conheça seu mercado em potencial:

Pesquise indicadores econômicos e sociais da região (tamanho da população, população economicamente ativa, IDH, etc.), características gerais dos clientes (idade, sexo, profissão, faixa salarial, endereço, etc.), principais interesses (quantidade que consomem, frequência, preços que estão dispostos a pagar, preferencias de marcas e modelos, etc.), principais atributos procurados (preço, qualidade, formas de pagamento, atendimento, etc.), tamanho do mercado (área de atuação e proximidades, concorrentes, facilidade de acesso, etc.). Você pode atuar em um negocio amplo ou nichos, nos quais destacamos ciclistas urbanos, rurais, litorâneos, grupos de ciclistas e associações, esportistas, lazer, crianças, elétricas, fixas, etc.

-Conheça seus concorrentes:

Seus concorrentes são empresas que atuarão com produtos e serviços similares dentro do seu raio de atuação. Após identifica-los, verifique a qualidade dos produtos que trabalham, a qualidade dos serviços prestados, os preços praticados, as condições de pagamento oferecidas, descontos, promoções, se oferecem serviços adicionais como garantias e entrega ou atendimento em domicilio, os horários de funcionamento, a localização, etc.

-Conheça seus principais fornecedores:

Identificar e selecionar os principais fornecedores do mercado, selecionando preferencialmente três opções para cada tipo de produto (um oficial e dois para o caso do primeiro falhar no fornecimento). Avaliar qualidade dos produtos, preços, condições de pagamento, prazos de entrega, demais condições comerciais para atendimento (tributações, frete, pedido mínimo, quesitos para atendimento, etc.), popularidade da marca (se aplicável), garantias, legalização, tradição, etc. Você também pode trabalhar com produtos importados comprados de alguma distribuidora (fique atento às variações cambiais, possíveis falhas de estoque, etc.) ou importar diretamente (além de grandes investimentos financeiros e espera maior de entrega, o assunto é muito mais complexo e merece um estudo aprofundado).

Qual é o local ideal para abrir uma bicicletaria

Qual é o local ideal para abrir uma bicicletaria?

-Escolha um local:

Avalie a circulação de pessoas, a vizinhança, os concorrentes próximos, o público local, se é de fácil acesso, se tem onde estacionar (caso a pessoa venha de carro), se tem acesso fácil caso a pessoa venha de bike (proximidade com ciclovias, ciclofaixas, ciclorotas ou integração com transportes públicos), a segurança do local, o tamanho do imóvel, o valor para compra ou aluguel, legislações locais, etc. Optar por regiões de grande movimentação, como avenidas, regiões comerciais ou próximas a ciclofaixas podem ser boas opções.

-Estrutura física:

Além do imóvel e todo o espaço físico ideal para o seu tipo e tamanho de negócio, precisará pensar na fachada, no acesso (acessibilidade, calçada, estacionamento, etc.), em sistemas de segurança e alarmes, em pisos, paredes e tetos apropriados, iluminação, encanamento, ventilação, decoração, circulação, mobiliário (vitrines, balcões, prateleiras, estoques, etc.), área da oficina (cerâmica, tanques, bancadas, etc.), etc. Lembre-se de reservar um lugar para as bicicletas montadas, porque elas ocupam bastante espaço. Utilize também o espaço aéreo, pendurando algumas bikes e acessórios nas paredes e nos tetos.

E a parte burocratica

E quanto à parte burocrática e legal da empresa?

-Abertura do negócio:

Tenha uma contabilidade para auxilia-lo quanto à abertura da empresa, impostos, notas fiscais, marcas e patentes, registros na prefeitura, sindicatos, leis, etc. Você também precisará abrir uma conta em um banco e fazer seguro para a loja.

-Marca:

Escolha um nome para representar sua empresa, pesquise se está disponível, se não tem concorrentes usando a mesma marca ou muito parecida, se é fácil de entender e ler o nome, se é possível registrar na internet e nas redes sociais que pretende utilizar, etc. Após essa primeira parte, precisará fazer os registros, desenvolver a identidade da marca, desenvolver logomarca, preparar o layout da loja com uma fachada ou banner contendo essa marca, desenvolver material de divulgação, uniformes, cartões de visita, etc.

Quais serão os investimentos, margens e gastos?

Quais serão os investimentos, margens e gastos?

-Investimentos:

Pesquise e planeje a parte econômica do negócio antes da abertura, para verificar a viabilidade. Aqui estão alguns gastos que você terá inicialmente e periodicamente, para manter a empresa funcionando. Considere: Aluguel, Luz, Agua, Telefone, Internet, Materiais de Consumo (como descartáveis, produtos de limpeza, etc.), Tributos, Contabilidade, Marketing, Salários, Fornecedores, Softwares de gerenciamento e vendas (se aplicável ao seu tamanho e negócio), Equipamentos Administrativos (computador, impressoras, máquinas de cartões, etc.) e de Trabalho (compressores, ferramentas, etc.). Tenha em mente que algumas bikes e acessórios mais caros demoram maior tempo para venda e, portanto, para o retorno do investimento inicial. Se o valor para investimento inicial for reduzido, poderá considerar começar pela oficina de reparos e venda de peças e acessórios, ao invés de já investir na venda das bicicletas, e ir ampliando conforme a demanda.

-Margem de lucro:

A margem de lucro dependerá muito do custo fixo de cada loja, mas de forma geral fica em torno de 75% e 80%.

-Estimativa de gastos/investimentos/estoques:

Todos os valores são estimativas e não pretendem ser reais, são apenas para ter uma base fictícia em torno de uma loja de porte pequeno, com valores aproximados dos aplicados em São Paulo em 2018. Existem diversos fatores que influenciarão nesses valores, entre eles o tamanho do estabelecimento, os valores aplicados na região de atuação, etc.

- Local: valor varia pelo tamanho, localização e se vai ser compra, aluguel, se tem taxa de condomínio, se tem serviços de segurança;

- Vitrinismo (vitrine, expositores em geral, balcão): em torno de R$ 6.000,00;

- Móveis e materiais de escritório: em torno de R$ 4.000,00;

- Sistema de vendas: em torno de R$ 4.000,00 + mensalidade;

- Site, hospedagem, registro: em torno de R$ 4.000,00 + mensalidade ou anuidade;

- Logística, armazenamento, fretes (se você for revendedor online): em torno de R$300,00 a 500,00, para vendas regionais. Se ampliar a área de entrega, aumentam os custos.

- Telefone, computador e impressora: em torno de R$ 3.000,00;

- Salários, comissões e encargos: em torno de R$ 5.000,00, mas depende do numero de funcionários, das jornadas e da qualificação dos funcionários;

- Tributos, impostos, contribuições sindicais, taxas, tarifas bancárias: entre R$ 600,00 e 1.800,00, depende de quanto estará vendendo;

- Água, luz, telefone e acesso à internet: entre R$ 300,00 e 700,00;

- Produtos de limpeza, higiene e descartáveis: entre R$ 200,00 e 300,00;

- Recursos para manutenções corretivas: em torno de R$ 600,00;

- Assessoria contábil: entre R$ 400,00 e 1.000,00;

- Propaganda e publicidade da empresa: depende muito, você pode começar sem propaganda e passar a investir pouco ou muito, de acordo com sua estratégia;

- Despesas com vendas (embalagens, sacolas, aluguel de máquina de cartão, etc.): em torno de R$ 200,00;

- Aquisição de produtos para montagem e revenda: em geral, o valor de produtos em estoque é equivalente a três vezes o faturamento mensal. Para uma loja pequena, isso fica perto de 50.000,00;

- Compressor de ar, calibradores e manômetro: R$ 900,00;

- Morsa tipo prensa: R$ 200,00;

- Bancada de apoio e trabalho: R$ 600,00 a 800,00;

- Ferramentas gerais e especificas para bicicletas: entre R$ 3.000,00 e 4.000,00;

Quais produtos devo ter no meu estoque? Qual a quantidade ideal?

-Estoques: para planejar o estoque ideal, é preciso buscar o equilíbrio entre a oferta e a procura, o espaço físico destinado a esse estoque, o fornecimento (dias para entrega), o giro (frequência de venda), o impacto do “não-estoque” (se não tiver a pronto atendimento, seu cliente espera?), o investimento no estoque (buscar sempre o mínimo operacional, para não despender muito capital de giro). Para um estabelecimento pequeno, o ideal é ter duas ou três peças de cada, quando for acessório, e para peças de montagem o ideal é ter 10 unidades de cada, o suficiente para montar bicicletas e também para atender a venda de balcão.

Além de oferecer uma grade de bicicletas montadas (novas e/ou usadas), precisará oferecer algumas peças necessárias para montagem e manutenção de bicicletas, acessórios e produtos complementares, tais como guidões, cabos de aço para freios, conduítes, freios, câmbios, manoplas, braçadeiras, rolamentos, movimento central, rodas, aros, pneus, câmaras, correntes, quadros, garfos, suspensões, canotes, selins, pedais, descansos, refletores, cestos, bagageiros, cadeirinhas para crianças, baús, assentos para bagageiro, caramanholas, cadeados, óculos, roupas, suplementos alimentares (isotônicos, barras de cereais, energéticos, etc.), ferramentas, kits de primeiros socorros, buzinas, capacetes, equipamentos eletrônicos (GPS, filmagem, etc.), bolsa de quadro ou selim, retrovisores, etc.

Funcionarios

Quais serão as minhas atribuições? Devo contratar quais funcionários? Preciso saber como montar uma bicicleta?

-Funcionários:

Procure profissionais qualificados e comprometidos com seu negócio. De formas gerais, serão três atribuições principais a serem requeridas: o empreendedor (responsável pela parte administrativa, financeira, compras e comercialização), o vendedor (responsável pelo atendimento ao cliente e venda dos produtos, será o seu “cartão de visitas”, o primeiro contato do seu cliente com o seu negócio) e o mecânico (responsável pela montagem conserto e manutenção das bicicletas).

Entre as funções do empreendedor estão manter os estoques, recebimento e pagamento de faturas, acompanhamento do desempenho do negócio, gestão de pessoas, marketing, abertura e fechamento da loja, gestão de caixa, serviços bancários, contabilidade, etc., funções geralmente atribuídas ao proprietário do negócio. É interessante que você saiba também como montar uma bicicleta, mesmo que de forma teórica, pois te ajudará a entender melhor o produto que está vendendo, os serviços que está oferecendo e as peças que está comprando.

Entre as funções do vendedor estão manter a loja limpa e organizada, abastecer as vitrines, verificar os níveis de estoque, preparar, conferir e fechar o caixa, observar e repassar informações sobre o mercado ao administrador, etc.

Entre as funções do mecânico estão como montar uma bicicleta, revisão geral, troca de peças, adaptação e colocação de câmbio, colocação e regulagem do freio, enraiação de aro tubular, lubrificação do eixo, pintura, solda, limpeza, troca de quadro, remendo de câmara de ar, etc.

Dicas valiosas

Dicas:

- Destaque-se pelo seu atendimento e terá uma clientela fidelizada e propaganda boca a boca positiva. Os atendentes devem ser capacitados para entender e atender às necessidades e expectativas dos clientes, com agilidade e presteza no atendimento, apresentar e vender bem os serviços e produtos da loja, conhecer a cultura e as tendências do mercado, transmitir confiabilidade e carisma para desenvolver relacionamentos duradouros.

- Você deverá entregar sempre o que foi prometido e, quando possível, superar as expectativas do cliente. Para isso, tenha um ou vários diferenciais, que sejam percebidos pelos seus clientes e prospects (possíveis clientes), tais como serviços a domicilio, retirada e entrega a domicilio, agendamento de serviços via telefone, internet ou aplicativo, vendas pela internet, representação autorizada de fabricantes de peças e bicicletas de renome, ofereça serviços de personalização (customização), ofereça benefícios ou brindes para clientes fiéis (Cartão de fidelização), ofereça serviços de transporte e apoio em competições, faça parcerias com grupos, associações e eventos ciclísticos (fomente o mercado, amplie a adesão à bike na comunidade), ofereça aluguel de bicicletas, ofereça parceria com estacionamentos locais (caso não tenha estacionamento próprio), ofereça wi-fi durante o período de permanência na loja, um ambiente para espera com assentos e uma televisão (você pode passar vídeos de competições, que estimulem ainda mais o espirito esportivo nos clientes) e é claro, um bom cafezinho e água. Os serviços de BikeFit são procurados por alguns segmentos, para melhoria de desempenho e adequação das bikes aos ciclistas e atletas. Se esse for seu nicho de atuação, informe-se sobre isso e ofereça. Outro tipo de serviço muito procurado em centros comerciais, por ciclistas que utilizam a bike para mobilidade urbana, são relacionados a higiene pessoal e alimentação, como banho, vestiário, estacionamento para bikes e refeições.

- Para manter os custos controlados, busque comprar pelo menor preço (observe negociações, promoções e descontos), negociar prazos mais estendidos para os pagamentos aos fornecedores, evitar gastos e despesas desnecessários, manter o quadro de funcionários enxuto, reduzir a inadimplência (por meio da utilização de cartões de crédito e débito, por exemplo).

- Existem eventos (Shimano Fest, Festival Bike Brasil e Encontros Regionais da Cyclomagazine), associações (UCB, CBC, Ciclocidade, Aliança Bike, Abraciclo, Bike Anjo, Bike é Legal, Vá de Bike, Aromeiazero, etc.) e revistas (Cyclomagazine, Revista Bicicleta, BikeAction, etc.) relacionadas ao mercado e cultura de bicicletas. Acompanhe para manter-se sempre atualizados.

- Invista em conhecimento. Manter-se atualizado e ser especializado naquilo com que se trabalha é mais do que recomendado, é necessário! O SEBRAE oferece cursos e ajuda profissional para micro e pequenas empresas, desde a abertura até a manutenção do negócio. Conhecer as normas e regulamentações da ABNT também é muito importante para oferecer produtos e serviços de qualidade. Diversas empresas e marcas de peças e acessórios para bicicletas também oferecem cursos sobre montagem e manutenção de bicicletas. Informe-se!

- Tenha sempre uma ficha cadastral dos seus clientes. Esses dados servirão para você se comunicar posteriormente, avisando das novidades, promoções, eventos ou interagir com os clientes via redes sociais. Mesmo que você não pretenda investir em um software de gestão num primeiro momento, você pode fazer esse cadastro numa planilha de Excel, por exemplo.

-Pense bem sobre o horário de funcionamento da loja. Se o seu ponto for próximo a parques, praças, ciclofaixas ou ruas de lazer, que tenham maior movimento aos finais de semana, seria uma boa ideia considerar trabalhar também aos domingos. Você poderá optar por outro dia de descanso.

Comprar de atacadistas ou diretamente da Indústria?

Comprar de atacadistas ou diretamente da Indústria?

A KALF é uma indústria, e recebe consultas de lojas que pretendem comprar diretamente, mas, será que isso é o melhor para a sua loja?

Para ter essa resposta, considere alguns pontos e contrapartidas em comparação à compra feita através de atacadistas e distribuidores:

- Atacadistas e Distribuidores compram em grandes quantidades e com alta frequência, o que garante a eles condições comerciais diferenciadas. Muitas vezes, o valor de um produto KALF no atacadista ou distribuidor será mais barato do que comprando diretamente com a indústria, justamente por conta dessas condições.

-Considere também o frete. Atacadistas e Distribuidores conseguem diluir o custo do frete em suas grandes compras e algumas vezes possuem transportadora própria. Comprando diretamente conosco, o frete é por conta do cliente, então, a comparação deverá levar em conta esse custo.

- Ao comprar diretamente da KALF, você precisará comprar caixas fechadas, com cerca de 20/30 selins iguais, da mesma cor e modelo. Ao comprar em um atacadista ou distribuidor, você poderá fazer compras fracionadas e sortidas.

- Comprando com a KALF, você terá que investir sua verba em uma gama limitada de produtos (os quais sejam selins, cadeirinhas, baús, assentos para bagageiro e alguns outros), seguindo os tratados comerciais de pedidos mínimos e condições de pagamentos (as primeiras compras sempre são a vista). Comprando com atacadistas ou distribuidores, com a mesma verba você poderá comprar todos os produtos que a KALF produz em quantidades menores e ainda complementar com demais peças importantes para a montagem e a manutenção das bicicletas (como quadros, guidões, pedais, aros, pneus, etc.), muitas vezes com facilidades de parcelamento e pedidos mínimos muito menores que os estabelecidos pela indústria.

- Imagine seu espaço físico para estoque. Você prefere ocupar ele só com selins e cadeirinhas ou ocupar ele com uma variedade grande de produtos, que permitirão você a fazer montagens e manutenções de bicicletas como um todo? O valor mínimo exigido pela KALF muitas vezes fará com que você ocupe muito espaço físico com apenas poucos tipos de produtos, enquanto você poderá, com uma verba menor, comprar maior sortimento de produtos num atacadista ou distribuidor.

- A única vantagem que observamos em comprar diretamente da indústria é na questão da diversidade de modelos/cores. Em geral, distribuidores e atacadistas trabalham com produtos mais populares e básicos, aqueles que tem mais giro por atenderem a uma numero maior de compradores e acabam não comprando toda a grade de modelos e cores. Dessa forma, muitas vezes a única forma de encontrar determinado produto se torna difícil, a menos que seja diretamente com a indústria. Ainda assim, a KALF recomenda que o lojista faça a requisição do produto não encontrado no atacadista ou distribuidor diretamente com eles, para que a demanda seja percebida. Percebendo essa procura, existe grande possibilidade deles incluírem os produtos não encontrados em seus próximos pedidos.

Se ao concluir a leitura, você quiser o atendimento de um dos nossos representantes, clique aqui
e veja quem atende a sua região. Se tiver dúvidas, você pode entrar em contato diretamente conosco e te auxiliaremos. Bom início!


voltar


Comentários

Busca no Blog